Como Importar Roupas de Marca e Vender Com Mais de 60% de Lucro

É muito comum encontrarmos muitas pessoas com dificuldade financeira buscando aprender como ganhar dinheiro, mas patinando sem conseguir sair do lugar.

E não estou falando de ganhar milhões, não. Muitos mal conseguem encontrar maneiras de ganhar dinheiro para pagar suas contas e fechar o mês no azul.

E isso está muito ligado com a mentalidade dessas pessoas, e não com a falta de oportunidades. Afinal, se muitos estão ganhando dinheiro, então oportunidade existe, concorda?

O modo como as pessoas pensam (mindset) é o grande responsável pelo sucesso ou fracasso delas, em qualquer atividade que realizem. Muitas vezes essa mentalidade é tão inconsciente, que ela acha que está visualizando tudo certo, mas na verdade está se autossabotando sem saber.

Nós dois sabemos que é muito difícil encontrar um negócio altamente lucrativo, concorda? Hoje muitos negócios se matam para conseguirem 5, 10% de lucro no final do mês. Imagine então um negócio onde os lucros superam os 50%… Totalmente fora da realidade!

Com todas essas dificuldades, eu entendo perfeitamente que as pessoas se tornem céticas e passem a achar que negócios verdadeiramente rentáveis simplesmente não existam. Sim, eu entendo. E não te culpo se você também estiver pensando assim.

Muitos ainda veem o mercado com os olhos do século passado. Estão presos àquela mentalidade industrial, onde é preciso conseguir muita matéria prima, ter diversos funcionários fabricando os produtos e vendê-los, e com baixo custo, para conseguirem competir com a concorrência.

Nesses casos as margens de lucro são apertadíssimas e ganha-se com as vendas em grande escala. Manter um negócio assim é realmente muito custoso. É preciso comprar bastante matéria prima, pagar vários funcionários, produzir em grande quantidade e ainda vender barato. Sem falar nos impostos altíssimos!

Quem entra no mercado atual ainda com essa mentalidade está fadado à falência mesmo. E não estou me referindo a ter uma indústria, mas sim a mentalidade da Era das Indústrias. O mercado inteiro tinha aquela mentalidade, mesmo os prestadores de serviços.

Segundo o IBGE, mais da metade das empresas fundadas no Brasil fecham as portas após 4 anos

Do total de 694,5 mil empresas que nasceram em 2009, apenas 329,9 mil (47,5%) sobreviveram até 2013. Após quatro anos da entrada no mercado, mais da metade das empresas entrantes não sobreviveram, revela a pesquisa Demografia das Empresas realizada pelo IBGE.

Isso é realmente alarmante. Em contraste com esse cenário, os negócios digitais se mostram muito mais interessantes, pois são mais lucrativos e possuem chances muitos maiores de sobrevivência, já que os investimentos são significativamente mais baixos que as empresas físicas.

E é essa nova onda de negócios que vem ganhando força e atraindo olhares de muitos empresários.

Para quem deseja ter o seu próprio negócio, os especialistas recomendam ao menos três coisas:

  • Faça uma boa pesquisa de mercado antes;
  • Crie um planejamento;
  • Tome cuidado com investimentos muito altos que te deixam sem reservas para o fluxo de caixa. Prefira negócios com investimento inicial mais baixo – como é o caso de inúmeros negócios digitais – e que te permitam ter um bom nível de fluxo de caixa.

Somando às dicas dos especialistas, eu acrescento mais uma muito importante, mas que costuma ser bastante negligenciada pela maioria dos novos empresários: escolha um mercado com produtos com margens de lucros mais altas, alta demanda e baixa devolução.

O Mercado Digital Oferece Grandes Oportunidades

Como Ganhar Dinheiro Com O Mercado Digital

No meu dia a dia, acabo conhecendo diversos tipos de pessoas. Muitos já são empresários, alguns satisfeitos e outros não, mas outra grande porcentagem está em busca de abrir seu próprio negócio ou de encontrar uma boa maneira para gerar renda extra nas horas vagas.

A maioria das pessoas que conheço que fazem parte do segundo grupo, sempre se queixam que está muito difícil abrir um negócio físico, que as margens de lucro são muito baixas, precisa contratar muitos funcionários e cada funcionário contratado traz junto uma alta taxa de impostos, que os aluguéis estão muito altos, e muitas outras informações que os impedem de realizarem seus sonhos.

E, sinceramente, eu tenho que concordar com eles. Tudo isso que falam é fato, e acaba fazendo com as pessoas adiem seus sonhos ou vivam no vermelho, pois nem conseguem abrir o próprio negócio nem conseguem ganhar uma renda extra.

Certo dia, em uma reunião de amigos, conheci uma pessoa a qual tínhamos um amigo em comum, e começamos a bater papo. Vou chamá-lo aqui de Paulo, pois ele permitiu que contasse sua história, mas pediu que preservasse sua identidade. Mas a história do Paulo bate com a história de muitos, por isso acho legal compartilhar com você.

Ele começou a me contar sua peregrinação até se tornar empresário. Todas as dificuldades que passou, o negócio físico que teve, as demissões de funcionários que teve que lidar e o quão difícil estava levar adiante a empresa, e tudo mais que você possa imaginar típico de um empresário brasileiro.

O Paulo estava cansado daquilo tudo. Vinha tendo baixíssimos lucros, mesmo trabalhando mais de 12 horas por dia, de segunda a sábado, e algumas vezes até de segunda a segunda. Tinha ano que a empresa nem crescia, e quando crescia, era em torno de 5%. Para ter um negócio assim, melhor não ter nada, ele pensava.

Então ele começou a revirar o mundo dos negócios. Lia livros e revistas da área o tempo todo, ia aos eventos, participava de grupos na internet… E assim ele começou a conhecer novos mundos! Foi nesse período que percebeu muito potencial na internet. Mas ainda não sabia o que fazer que fosse realmente rentável e tivesse muito a ver com ele.

Depois, após me revelar que estava com medo de abrir o jogo comigo achando que eu iria querer entrar nesse mercado também, contou que encontrou um curso sobre importação de roupas de marca, de um cara que até então ele não conhecia.

Mas que estava cético.

Primeiro por que ele já tem uma boa experiência de vida e já viu muitos golpes ou cursos com falsas promessas. E segundo, por que ainda não entendia muito sobre o mercado digital e as estratégias que poderia utilizar.

Mas, depois de pesquisar bastante e ver ótimos depoimentos sobre o curso e sobre o seu criador, decidiu arriscar. Também não tinha um custo alto, então, no pior dos casos, não perderia tanto dinheiro. Decidiu pagar para ver!

Resultado… Em pouco tempo de curso já conseguiu aprender as técnicas e o seu primeiro lote de produtos importados estava chegando.

Como estava muito empolgado, já vinha comentando com os amigos sobre os produtos que vinha trazendo, e, assim que chegaram, não teve nem tempo de coloca-los à venda no MercadoLivre. Foram todos vendidos antecipadamente para os amigos e os amigos dos amigos.

Com mais dinheiro em mãos, encomendou outro lote. E, enquanto os produtos estavam a caminho, já fez os anúncios no MercadoLivre e aprendeu como criar um blog. As vendas começaram a acontecer antes mesmo de os produtos chegarem, mas como ele já tinha uma noção do prazo de entrega e estavam perto de chegar, não teve problemas.

Assim que chegaram quase tudo já estava vendido, foi só enviar para os devidos clientes.

E assim ele percebeu que tinha um grande mercado nessa área. Decidiu fechar sua empresa e focar cem por cento do seu tempo e energia nesse negócio. O que era só uma renda extra e um tiro no escuro, tornou-se seu plano A.

E foi com essa dedicação que o Paulo transformou uma ideia simples e antiga – importar e revender – em um negócio altamente lucrativo, sem nem precisar contratar funcionários ou pagar aluguéis.

Aprendeu algumas boas práticas de como trabalhar em casa, com foco e boa produtividade, mas tendo grande liberdade de horários, e iniciou sua nova vida de empresário, trabalhando em formato home office, estando mais perto da família e ainda com lucratividade 15x maior que a que vinha tendo com a sua empresa física.

Estabilidade não existe!

É comum as pessoas buscarem empregos pensando em estabilidade. Vão atrás de um concurso público por causa da suposta “estabilidade”, mas o trabalho pode não ser nada prazeroso, e essa estabilidade custa a sua vida, seu prazer, sua saúde, seus relacionamentos.

Ou então procuram trabalhar em grandes empresas, serem um ótimo funcionário e lutar para se tornarem grandes executivos.

Mas a empresa pode falir, assim como alguns grandes bancos americanos faliram, podem ser mandados embora, ou até mesmo pode ser um trabalho tão desgastante que o alto salário não compensa o prejuízo em todos os cinco pilares da vida – físico, emocional, mental, social e espiritual.

Procurei te mostrar que existem alternativas, seja você um empresário frustrado, um funcionário infeliz, um devedor querendo quitar suas dívidas ou alguém em busca de um sonho. Importar produtos e revendê-los é uma ótima opção, em especial roupas de marcas, já que isso atrai os olhares de muita gente, principalmente dos jovens.

Assim como você está lendo isso agora, o Paulo também teve seu momento de dúvidas e desânimo. E foi só após ter se deparado com artigos como esse, que alguém deu um “chacoalhão” nele e o fez perceber que era possível.

Através de suas pesquisas encontrou o curso de alguém com muita experiência na área de importação que pôde lhe ensinar tudo que precisava para criar o seu negócio e ter ótimos lucros.

Mas eu te pergunto: se ele e tantos outros podem faturar alto importando roupas, por que você não pode?

O Paulo escolheu agir. Decidiu que não queria ser mais um frustrado no mundo e desperdiçar sua vida. E você, o que tem feito para mudar sua realidade e ter ótimos lucros no final do mês?

Espero que esse artigo tenha lhe dado uma outra visão de mercado e mostrado um novo caminho, que além de gerar ótimos resultados financeiros ainda lhe proporciona muita qualidade de vida.

Desejo muito que você consiga se encontrar e alcançar seus objetivos. E quando já estiver faturando alto com seus produtos importados, lembre-se desse artigo com carinho. Pequenas motivações como esta estão mudando muitas vidas!

Quem sabe você não conta sua história e motiva outras pessoas também. Vou adorar escrever sobre você por aqui. Fique à vontade para compartilhar sua história comigo.

Até a próxima!

Responder